Novas regras de transferências por empréstimo da FIFA entram em vigor em julho

Divulgadas em janeiro de 2022, as novas regras sobre transferências por empréstimo, RSTP, passam a ser adotadas a partir de julho de 2022, logo após o final da temporada europeia. Essas medidas têm por objetivo disciplinar o mercado e evitar que clubes com alto poder financeiro acumulem atletas mesmo sem a intenção de utilizá-los em seus times.

Essas mudanças fazem parte de um processo de reestruturação no sistema de transferências internacional, em vigor desde 2017, previsto para ser finalizado em 2020, mas que, em função da pandemia, acabou gerando um atraso em sua implementação.

Entre as principais alterações estão:

  • Limite de oito jogadores para emprestar e receber. A partir de 2023, esse número diminuirá para sete e, em 2024, passará a ser seis, definitivamente;
  • Limite de três jogadores emprestados ou recebidos entre os mesmos dois clubes;
  • Período mínimo de seis meses e máximo de um ano de duração do empréstimo;
  • Exigência de um acordo escrito que defina os termos do empréstimo, sua duração e as condições financeiras;
  • Proibição de subempréstimo de um jogador profissional que já esteja emprestado a um terceiro clube.

 

Com relação à definição de clube formador, as principais mudanças são:

 

  • Inclusão e definição do termo Club-trained Player: jogador que entre os 15 e 21 anos, independente da nacionalidade e idade tenha se inscrito no clube atual por um período (contínuo ou não) de três temporadas inteiras ou 36 meses;
  • Determinação do lapso temporal utilizado para considerar um clube como formador de determinado jogador: três temporadas ou 36 meses.

As associações nacionais de futebol terão três anos para implementar essas regras para que estejam alinhadas com os princípios estabelecidos internacionalmente, masculinas e femininas. As medidas não valem para atletas com até 21 anos ou aqueles que fizeram a categoria de base e se profissionalizaram pelo clube que têm contrato.

Em 2021, o mercado de transferências internacionais gerou cerca de US$ 4,865 bilhões. E o Brasil é disparado o país que mais movimenta o mercado mundial: 1.749 transferências, entre saídas e chegadas.

A equipe Bichara e Motta Advogados é o primeiro escritório full service líder na área de esportes e entretenimento da América Latina.