O mercado de apostas esportivas deve ultrapassar US$ 140 bilhões em 2028

Avaliado em US$ 66,98 bilhões, em 2020, o mercado global de apostas esportivas deve se expandir a uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) de 10% até 2028, quando deve ultrapassar os US$ 140 bilhões.

Segundo estudo realizado pela Grand View Research, entre os fatores que explicam esse crescimento estão as mudanças regulatórias positivas para o mercado das apostas em geral e o crescimento da infraestrutura digital que abastecem a demanda na área esportiva. Além disso, o aumento do número de dispositivos móveis, onde acontece a maioria das apostas, e de ligas e eventos esportivos alimentam ainda mais a demanda por esse mercado entre os millenials e idosos em todo o mundo.

A pandemia do COVID-19 afetou drasticamente a indústria do esporte, devido à proibição total de eventos esportivos na maior parte do mundo. No entanto, a popularidade das apostas esportivas online obteve um crescimento significativo durante o período devido às apostas em eSports. Segundo a LOOT.BET, uma das principais casas de apostas de e-sports, em 2020, a empresa computou um crescimento de mais de 67% nos volumes de apostas online.

 

Como funciona o mercado de apostas esportivas?

  • O apostador escolhe um esporte e tenta imaginar diversas situações: resultado final de um jogo ou campeonato, número de gols ou pontos feitos e por quem, por exemplo;
  • Quanto mais improváveis as previsões, maior a possibilidade de retorno e vice-versa;
  • Basicamente existem duas modalidades: o punting e o trading;
  • Punting: o apostador, chamado de punter, apenas aguarda o resultado final do evento em que depositou seu dinheiro. A disputa acontece contra a casa de aposta, podendo receber ou pagar a premiação;
  • Trading: o trader esportivo não espera o resultado do evento. Ele ganha ou perde com as movimentações realizadas ao longo do jogo;
  • Principais diferenciais: enquanto o punter aposta com base no histórico das equipes e jogadores, o tradertrabalha com a leitura dos cenários que ocorrem durante as partidas. Em ambos os casos, as apostas envolvem análise de dados e controle emocional.

Nos últimos anos, as apostas esportivas se tornaram mais convenientes, uma vez que as pessoas podem apostar em vários esportes de suas casas ou enquanto viajam, o que gera o aumento de receita em todo o mundo.

Espera-se que a aplicação de tecnologias de inteligência artificial (IA) e blockchain impulsione o crescimento do mercado nos próximos anos. Para legalizar o jogo comercial na Grã-Bretanha, por exemplo, a Gambling Commission introduziu o Gambling Act 2005. O mesmo ato foi revisado em dezembro de 2020, quando o governo instruiu os provedores de plataforma a cumprir as mudanças tecnológicas.

O futebol nas apostas esportivas

Responsável por 30% da receita desse mercado em 2020, o futebol é também o segmento com maior potencial de crescimento, graças à popularidade do esporte e seu grande número de fãs pelo mundo (ranking abaixo).

 

 

Além disso, o número crescente de torneios como Copa do Mundo da FIFA, Copa da Inglaterra, Copa América, UEFA Europa League, Campeonato da Europa e UEFA Champions League está impulsionando a popularidade do esporte e, consequentemente, o aumento do volume de apostas.

No Brasil, o mercado de apostas esportivas é legalizado, mas não regularizado. A expectativa é que a regulamentação das apostas esportivas de quota-fixa, conforme o artigo 29 da Lei Federal nº 13.756/2018, seja sancionada ainda esse semestre.

A equipe Bichara e Motta Advogados é o primeiro escritório full service líder nas áreas de esportes e entretenimento da América Latina.