Pesquisa realizada pela EY a pedido da CBF sobre políticas e práticas de recursos humanos dos clubes brasileiros da séria A e B demonstra que quase um século depois da profissionalização do futebol, os clubes apresentam dificuldades em se organizar financeiramente e estruturalmente

Como órgão dirigente do esporte no Brasil e objetivando promover a modernização das práticas de governança de seus afiliados, a CBF solicitou a EY a realização de uma pesquisa com os clubes das séries A e B do Campeonato Brasileiro a respeito das suas políticas e práticas de Recursos Humanos. Segue o resultado do trabalho com números atualizados. (clique aqui)